Bolsonaro pode ter renda mensal de quase R$ 100 mil fora do Palácio do Planalto

Inicio Brasília 0 Atualizado em
Jair Bolsonaro (PL) deverá ter uma renda mensal de até R$ 97,5 mil em 2023, já como ex-presidente da República. A quantia estipulada é a somatória dos valores referentes a aposentadoria da Câmara, o soldo militar e o salário que o PL pretende pagar após o fim do seu governo.

No início deste mês, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), concedeu aposentadoria parlamentar a Bolsonaro de acordo com cálculos de técnicos legislativos, por ele ter sido deputado federal entre 1991 e 2018.

Conforme o documento publicado à época, os proventos correspondem a 32,5% do subsídio parlamentar, acrescidos de 20/35 da remuneração fixada para os membros do Congresso Nacional.

Atualmente, os senadores e deputados recebem R$ 33,7 mil mensais, mas um projeto aprovado da Câmara aumentou o valor para R$ 46,4 mil. O atual mandatário poderá somar a isso o soldo que recebe por ter sido militar, hoje em R$ 11.945,49.

Bolsonaro deve ter também um cargo no seu partido, o PL, no próximo ano. A ideia, que já foi discutida com Valdemar Costa Neto, presidente da sigla, é que ele desempenhe um papel na legenda e tente manter relevância pelos próximos anos.

Há uma avaliação de que ele pode ajudar a manter diálogo com a ala mais radicalizada do bolsonarismo, hoje sediada no PL, com Zé Trovão e Carla Zambelli na Câmara, por exemplo.

Integrantes do PL disseram reservadamente que a intenção do presidente da legenda é pagar a Bolsonaro um salário equivalente ao teto constitucional do setor público, que hoje está em R$ 39,2 mil. Dessa forma, a previsão é que Bolsonaro tenha uma renda mensal próxima de R$ 97,5 mil a partir de 2023.

Integrantes do partido dizem ainda que o mandatário deve ter sua própria equipe dentro da sigla, inclusive com uma assessoria de comunicação própria. O candidato a vice na sua chapa, general Braga Netto, também terá um cargo, salário e funcionários contratados pelo PL.

Bolsonaro ainda terá direito a prerrogativas de ex-presidentes, determinadas por lei. A partir de janeiro, terá seis servidores, entre seguranças e assessoramento, além de dois motoristas e dois veículos oficiais, custeados pela Presidência.

O mandatário decidiu que continuará em Brasília após deixar o governo e deverá morar em uma casa bancada por seu partido.


Bolsonaro pode ter renda mensal de quase R$ 100 mil fora do Palácio do Planalto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AGU defende legalidade de indulto natalino assinado por Bolsonaro


« Artigo Anterior

Lula ignora casos de corrupção e diz que nunca foi irresponsável com dinheiro público


Próximo Artigo »

Leia mais notícias

‘Pode ser amanhã ou nunca’, diz Flávio sobre volta de Bolsonaro ao Brasil

‘Pode ser amanhã ou nunca’, diz Flávio sobre volta de Bolsonaro ao Brasil

Anderson Torres é preso pela Polícia Federal ao chegar a Brasília

Anderson Torres é preso pela Polícia Federal ao chegar a Brasília

Pediatra é barrada em cargo no Ministério da Saúde por elogiar a Lava Jato e criticar o PT

Pediatra é barrada em cargo no Ministério da Saúde por elogiar a Lava Jato e criticar o PT

Moraes determina prisão do ex-ministro e ex-secretário de Segurança do DF Anderson Torres

Moraes determina prisão do ex-ministro e ex-secretário de Segurança do DF Anderson Torres

Interventor federal no DF sugere sabotagem de Anderson Torres

Interventor federal no DF sugere sabotagem de Anderson Torres

Entenda o que é intervenção federal, decretada por Lula após manifestações violentas

Entenda o que é intervenção federal, decretada por Lula após manifestações violentas