Publicidade

InfoClick Itabuna Chame no Whatsapp InfoClick Itabuna Saiba Mais

Homem espancado após expulsão em boate na Europa, é natural de Ilhéus

Douglas Rosa, que atualmente mora em Portugal, nasceu em Ilhéus e foi espancado com amigos venezuelanos depois que o grupo foi expulso de uma boate no país europeu. O caso foi denunciado pela esposa da vítima, Gislaine Rosa, e o espaço do evento divulgou um comunicado sobre a situação.

Douglas trabalhou na construção civil e viveu em Faro durante três anos. Ele estava comemorando seu aniversário com sua esposa e um grupo de amigos em uma boate da cidade quando todos os homens foram atacados.

“[Douglas e os amigos] Estavam bailando, dançando normal quando, de repente, mais ou menos cinco minutos depois, entraram sete seguranças apontando para o meu companheiro e mais dois amigos nossos, dizendo ‘tira esse, tira esse, tira esse’. Aí começaram a tirar eles brutalmente dentro da discoteca”, relatou Gislaine Rosa, esposa de Douglas.

Gislaine, auxiliar de cozinha e natural de Ilhéus, conversou com a equipe da TV Santa Cruz, afiliada da Bahia Television no sul do estado, e relatou detalhes do caso. Ela também disse que seu marido não pôde comparecer à entrevista devido a ferimentos graves.

“Meu esposo levou uma paulada na cabeça, está com hematomas, vários pontos na cabeça. Meu amigo também levou um soco no olho, fraturou a parte de baixo do olho”, contou.

A companheira do brasileiro afirmou que não houve motivo para que eles fossem retirados do local e, até então, não entende o que teria motivado as agressões.

“Começaram a empurrar com pontapés, jogaram na rua e dizendo: ‘Vão embora, sumam daqui, não queremos vocês aqui”, afirmou a esposa da vítima.

A auxiliar de cozinha contou que o caso aconteceu no sábado (6). Informou que a situação de saúde dos feridos foi tão grave que eles precisaram ser transferidos para uma emergência em Lisboa, pois, segundo ela, em Faro não há unidades de saúde que realizem alguns procedimentos cirúrgicos os quais os feridos necessitavam.

Gislaine disse também que a polícia foi chamada, mas ninguém foi preso. Um dos homens agredidos já prestou queixa na delegacia e ela disse que vai procurar o Consulado do Brasil, em Lisboa, para pedir auxílio jurídico.

“Estou só esperando meu esposo ficar bem e a gente ficar bem mentalmente, porque estamos bem abalados, assustados. Não é fácil, a gente nunca viveu isso no nosso país e chegar aqui para se deparar com isso, ainda mais com o segurança de um local que deveria dar a nossa segurança e não causar o que causaram”, desabafou.

A boate Call in Faro, onde ocorreram as agressões, divulgou uma nota nas redes sociais onde diz que a violência não contou com participação de funcionários, nem teria ocorrido dentro do estabelecimento. Disse ainda que está em contato com as vítimas e com as autoridades para tentar ajudar a esclarecer os fatos.

Gislaine disse que apesar de estarem assustados com a violência que sofreram, não pensam em deixar Portugal e enxergam esse como um caso isolado de discriminação.

“Creio que esse momento não vai apagar tudo que eu vivi de bom. É um país que me proporcionou muitas coisas em três anos, já consegui conquistar muita coisa que no Brasil nunca consegui conquistar”, disse Gislaine.

Ela ainda revelou que não está com medo, nem receio do que possa acontecer caso leve o caso adiante na esfera policial.

“Eu não vou ser mais um caso, eu vou ser o caso aqui. Vamos revolucionar Portugal porque isso não vai ficar assim, eu quero justiça”, disse.

Fonte: G1


Homem espancado após expulsão em boate na Europa, é natural de Ilhéus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mulher é atingida por pneu de carro na rodovia Ilhéus-Itabuna


« Artigo Anterior

Homem tem bicicleta furtada no centro de Ilhéus, veja


Próximo Artigo »

Leia mais notícias

Vítima de atropelamento desta quinta-feira foi identificado e encontra-se em estado grave

Vítima de atropelamento desta quinta-feira foi identificado e encontra-se em estado grave

Uma mulher foi atropelada na BA-001, Samu esteve no local

Uma mulher foi atropelada na BA-001, Samu esteve no local

Motorista atropela e mata cachorro em Ilhéus, assista o vídeo

Motorista atropela e mata cachorro em Ilhéus, assista o vídeo

Nota de Pesar: Morre Arnaldo da Civil aos 62 anos

Nota de Pesar: Morre Arnaldo da Civil aos 62 anos

Prefeitura de Ilhéus realiza campanha para conscientizar população sobre moradores de rua

Prefeitura de Ilhéus realiza campanha para conscientizar população sobre moradores de rua

Parada do Orgulho LBTQUIA+ retorna a Ilhéus no dia 18 de setembro

Parada do Orgulho LBTQUIA+ retorna a Ilhéus no dia 18 de setembro