Catador é morto por PM na Cidade de Deus

Inicio Notícias Rio de Janeiro 0 Atualizado em

Um homem morreu depois de ser baleado durante uma operação da Polícia Militar na Cidade de Deus, na manhã desta quinta-feira (5).

De acordo com os moradores, os policiais disseram que confundiram o pedaço de madeira que estava na mão dele com um fuzil. A vítima foi identificada como Dierson Gomes da Silva, de 50 anos. Ele tinha problemas mentais e era catador de recicláveis.

 Os moradores dizem que o Dierson tinha o costume de andar com um pedaço de madeira preso no corpo.

O homem estava no quintal de casa quando foi atingido e morreu no local.
“Eu cheguei a ver muito sangue, até porque foi muito tiro”, relatou uma moradora.

 

O homem estava no quintal de casa quando foi atingido e morreu no local.

O que diz a polícia

Policiais do 18ºBPM (Jacarepaguá), com o Batalhão de Ações com Cães (BAC) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) atuam na comunidade desde as primeiras horas desta quinta (5).

Durante a operação, que está em andamento, os policiais entraram em confronto com criminosos da região. Um fuzil foi apreendido.

Em nota, a corporação afirma que um procedimento apuratório foi aberto para averiguar as circunstâncias que vitimaram fatalmente o homem. A nota também explica que a área costuma ser violenta e que os policiais haviam trocado tiro com bandidos.

Um dos trechos da nota admite que “uma equipe se deparou com um homem conduzindo o que aparentava ser um fuzil, pendurado em uma bandoleira. Os policiais efetuaram disparos e o atingiram. O ferido não resistiu”.

A Polícia Militar enfatiza que colabora integralmente com as investigações da Polícia Civil. Os policiais serão identificados e as armas apresentadas à perícia.

A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), responsável pelas investigações, realizou perícia no local, recolheu cápsulas e conversou com testemunhas para saber detalhes sobre a morte.

O corpo de Dierson foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) no começo da tarde de quinta. Familiares devem fazer o reconhecimento.


Catador é morto por PM na Cidade de Deus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jovem autista é agredido e humilhado enquanto vendia salgados para ajudar família


« Artigo Anterior

Flávio Dino: “Pequenos grupos extremistas não vão mandar no Brasil”


Próximo Artigo »

Leia mais notícias

‘Pode ser amanhã ou nunca’, diz Flávio sobre volta de Bolsonaro ao Brasil

‘Pode ser amanhã ou nunca’, diz Flávio sobre volta de Bolsonaro ao Brasil

Tatuagem escondida de Daniel Alves é prova decisiva

Tatuagem escondida de Daniel Alves é prova decisiva

De moeda comum a militares: 4 recados de Lula após encontro com Fernández

De moeda comum a militares: 4 recados de Lula após encontro com Fernández

São Paulo: Polícia Civil desmonta desmanche ilegal que utilizava mão de obra infantil

São Paulo: Polícia Civil desmonta desmanche ilegal que utilizava mão de obra infantil

Mulher que foi ao hospital para dar à luz, e infelizmente, retornou com uma das mãos amputadas

Mulher que foi ao hospital para dar à luz, e infelizmente, retornou com uma das mãos amputadas

Anderson Torres é preso pela Polícia Federal ao chegar a Brasília

Anderson Torres é preso pela Polícia Federal ao chegar a Brasília